sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Resenha EP Ancient Conquerors - Wael Daou - Por Marcelo Barros

Há alguns dias atrás recebi via correios o EP do meu brother Wael Daou intitulado “Ancient Conquerors” e me foi enviado no intuito de que eu o escutasse e desenvolvesse uma resenha falando sobre o trampo do brother Wael... Pois bem, vou fazê-la então!!!

Não sem antes deixar claro e repetir o que sempre falo por ai com quem converso nos shows por onde o blog passa... – Gente... Lembrem-se que sou apenas um PUBLICITÁRIO que gosta de ROCK!!!... Não sou nenhum expert!...

Porém como publicitário sempre procurei ser versátil nas minhas atividades na profissão, até porque é uma profissão que te oferece inúmeras facetas, basta saber explora-las e como eu fui sempre ligado a musica, já trabalhei como compositor, produtor e diretor musical em projetos publicitários e não publicitários.

Partindo desse principio assim que recebi o EP em questão escuto o mesmo pelo menos uma vez ao dia e hoje, na madruga de uma Sexta feira, munido de um vinhozinho e tendo queijos e embutidos como companhia, resolvi botar a pena no papel... Digo, os “dedos no teclado”!!!... Hhehehe!! 

Convém então deixa-los mais “familiarizados” com o meu brother Wael Daou... Pra quem não sabe ele é um guitarrista PARAENSE e já foi quitar das bandas Madame Saatan e Alma Cog. Estudou musica quando adolescente no Líbano, país de origem de seus pais e estava afastado da “cena” há algum tempo por motivos pessoais, retornando agora com esse trampo totalmente independente e quase que inteiramente criado e produzido por ele mesmo, salvo a gravação do contrabaixo que foi feita por Marcos Saraiva, a arte da capa, contra capa e encarte por Gustavo Sazes e a mixagem e masterização feita por Matheus Zingano.

Ou seja, o cara criou todos os arranjos e conceitos da obra e fez a sua correria pra produzir o trampo e, diga-se de passagem, o fez muitíssimo bem!!!

Ok, EP rolando e “capa” na mão observando a arte desenvolvida por Gustavo Sazes e são perceptíveis de cara os traços e formas da cultura do Oriente Médio... Contracapa seguindo a mesma linha e logo chamou minha atenção os títulos das faixas eram todos nomes 
de grandes conquistadores da antiguidade e as faixas como se fossem “capítulos”, tipo: Chapter One // GENGHIS KHAN... Chapter Two// Salah El Dine e assim vai num total de seis faixas.




Abri o encarte vi que cada faixa tinha um texto em inglês relacionado ao conquistador respectivo e por estar em inglês percebi que o target principal não era o Brasil, o que torna a meu ver um trampo de maior responsa, já que qualquer produto tipo “exportação” requer uma maior e melhor atenção e empenho, ainda mais em um trampo tão “SOLO” como este.

A primeira faixa GENGHIS KHAN já chega de carrão de sena arrebentando com bumbo velozmente, dois riffs de guitarra diferentes um após outro e desembocando no primeiro solo onde se percebe mais nitidamente o peso do contrabaixo dentro de uma singularidade na harmonia que me deixou extasiado e arranjos de teclado e cordas que remetem a um clima bem épico.




Dai pra frente é só fechar os olhos e curtir... Tipo do CD pra escutar dentro do carro com o ar condicionado indo pro Sal... É pegar o estradão, sentar o pé no acelerador e curtir essa “TRILHA”... Heheheh!!! E olha que eu nem tenho carro!!

Também daria uma excelente trilha sonora para um bom jogo de RPG!

Da segunda faixa em diante só pude confirmar o que percebi na primeira faixa... Um total comprometimento com a qualidade da produção e a proximidade extrema do Heavy Metal permeado com influencias da musica clássica e erudita e ainda generosas pitadas de Jazz e tudo isso dando um clima peculiar para cada composição.

É nítido em todas as faixas o felling do musico Wael Daou, não só em sua especialidade que é a guitarra, mas também nos outros instrumentos como o teclado que faz “duo” com a guitarra e na quarta faixa...  XERXES I isso fica ainda mais perceptível ainda.

A versatilidade e competência de Wael vão muito além de ser um “mero” virtuoso das guitarras, o cara saca profundamente aquilo que faz e por isso o faz com tanta propriedade e a amplitude do seu conhecimento musical adquirido até aqui sendo “pupilo” de feras como Ziza Padilha e do libanês Elias Njeim, Wael é sem duvida um grande talento do nosso estado do Pará.

Posso dizer sem sombra de dúvidas que o EP Ancient Conquerors é uma obra singular e que com certeza atingirá seus objetivos!!!... Parabéns meu caro Wael Daou!!  

Links Relacionados:

Wael Daou:
https://www.facebook.com/waeldaouguitars
https://soundcloud.com/waeldaou
https://www.facebook.com/wael.samidaou.9

Marcos Saraiva:
https://www.facebook.com/marcos.saraiva.397

Matheus Zingano:
https://www.facebook.com/mzingano

Ziza Padilha:
https://www.facebook.com/pages/Ziza-Padilha/124447131015214
http://zizapadilha.conexaovivo.com.br/

Elias Njeim:
http://www.eliasnjeim.com/
https://www.facebook.com/elias.s.njeim
https://www.facebook.com/pages/Elias-Njeim/123444835448















Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...