quarta-feira, 15 de março de 2017

Litrão do Rock Fest 001 - 04/03/2017

No último Sábado, dia 04 de Março de 2017, estive pela primeira vez no no Espaço Cultural Raízes para registrar a primeira edição do Litrão do Rock Fest!!!

É isso mesmo!!!... O Litrão do Rock fez parceria com a H.M.T. Produções e assim surgiu a ideia do FEST!!!

Nesta primeira edição do evento o cast contou com QUATRO atrações, porém por motivos de força maior a banda Baby Loyds infelizmente não pode se apresentar.

Sendo assim o cast restante contemplou as bandas DeathBanger, Ato Abusivo, Soulmetal e Blastforce e ainda estava por lá a tatuadora Ísis Lima diretamente de Curitiba a disposição de quem quisesse se riscar durante o evento com um precinho bem camarada... Um "Flahs Day Tattoo", que eu acho que se caberia melhor ser chamado de Flahs Time Tattoo!!... Só acho!!!... Heheheh!!!

Chequei cedo ao local que fica na Av. 16 de Novembro número 141, a menos de 20 metros do extinto Scorpions Rock Bar!!... Antigo point do ROCK de Manga City!!!





O espaço tem três ambientes. Na entrada que é na realidade a garagem da casa que foi adaptada e decorada para compor o espaço...

Dai tem um corredor que levaria ao que seria os quartos da casa que foi transformado em um espaço para jogos, como vídeo game e bilhar...








No final dese corredor, onde seria a cozinha, o espaço foi adaptado com os banheiros área com lavabo e espelho e um acesso para o maior espaço da casa que é uma área coberta com ventiladores de parede e um pequeno palco de concreto e um "bar" ao fundo!


O equipamento de som já estava mondado e o responsável fazia os "últimos" ajustes antes da primeira atração chegar e se posicionar no palco para a passagem de som e início das apresentações da noite.



E não demorou que os músicos da banda Soulmetal chegaram e se encaminharam direto para a área do show, tratando de passar o som e se preparar para começar a sua apresentação.

Pra quem não saca a Soulmetal surgiu em meados do ano de 2014 com o objetivo de tocar um Heavy Metal Tradicional no estilo oitentista. Welton Marques que é Guitarrista e Violonista Clássico (auto ditada) formou a banda depois que seu projeto chamado Alquimia acabou não vingando...




Convidou Cadu Cavalcante que veio também de outro projeto que não foi pra frente para ser o Vocal. A banda teve algumas alterações em sua formação até aqui e além de Cadu Cavalcante no Vocal e Welton Marques (Divine Sign Ex Recruta Zero Quinto Elemento e Reflexo Urbano).






Na Guitarra e Backing Vocals a banda conta atualmente com o nobre Wilson Dias no Contrabaixo (Ex Traveller) e Augusto Cesar (Ex Zero13, Thunder Spell, Morte Suicida e Rennegados) na Bateria.






A Soulmetal sofre influencias de grandes nomes do metal como: Judas Priest, Halloween e Scorpions dentre outras remanescentes da década de oitenta contudo a banda faz um som "simples" porém autêntico e com bastante atitude e performances no palco. principalmente o vocalista Cadu Cavalcante que além de performático canta bem e tem um bom carisma com o público.

Terceira oportunidade que tenho de prestigiar e registrar essa banda PHODA!!!... Se você quiser saber um pouco mais sobre a Soulmetal basta dar uma conferida nas duas matéria do Blog Metal Pará feitas anteriores a essa.





Apresentação redondinha e cheia de energia... Recheada dos elementos vibrantes do Heavy Metal oitentista, tanto nas musicas mais rápidas e pesadas como "Fight" quanto nas baladas mais densas e cadenciadas como "Heart and Soul" que teve j´pela segunda vez a participação especial da bela Lorena Sanches que é vocal da Alchemya e Caravaggio & Os Tenebrosos... Confira abaixo esse registro feito no Haloween Brother's Of Metal 2016!!!





A primeira vez que registramos a banda foi em Novembro de 2016 no tradicional Haloween Brother's Of Metal, onde o registro acima foi feito e você pode conferir a matéria completa desse evento clicando AQUI!!!






A segunda vez foi alguns dias depois no Remowar Open Air 2016 e essa matéria você confere clicando AQUI!!!

Destaque para musica "The Empire Is Dead"(Vídeos).









Na sequência toma o palco do Espaço Cultural Raízes a banda DeathBanger pra destruição de tímpanos coletiva!!!... Hheheheh!!!




A banda DeathBanger é nova no cenário ROCK paraense e foi formada no ano de 2016, mais precisamente no dia 15 de Junho, com a proposta de fazer um som que permeie Heavy/Thrash e Speed/Thrash, com uma pegada Thrash Metal oitentista!!!





Natural do município de Ananindeua, as musicas da DeathBanger abordam temas como: Violência, Morte, Destruição, Insanidade e Críticas Sociais e mesmo tendo pouquíssimo tempo de estrada, a banda já passou por algumas modificações em sua formação original e agora parece estar mais estável com planos de uma DEMO e ou EP previstos ainda para o primeiro semestre de 2017.






A banda é influenciada por grandes nomes como: Exumer, Sodom, Exodus, Exorcist (Estados Unidos), Morbid Saint e outros!!
















Os caras já tem SEIS musicas autorais e outras já estão a caminho... "Arising Death" que foi a primeira musica composta pela banda, "Possessed By Insanity", "Extreme Pandemonium", "Obey Like A Fools", "DeathBanger" e Illusions Of Death (Sleep Paralysis).


Mesmo com curtíssimo tempo de estrada a banda já teve chance de tocar com D.S.T., Cx Void, Mandíbula, Horus Metal, Capella Mortuária, Cova, SoulMetal, Disgrace Suicide e Visceral Slaughter, Torturizer, Inferms, Retaliatory e Thunder Spell.





A banda DeathBanger conta com Ramonth Miranda no Vocal, Thiago Cruz na Guitarra, Victor Henrique no Baixo e Robson França ESTREANDO na Bateria!!







Conheci o brother Robson França em outro projeto onde ele também é baterista... Banda Hórus!!!... Por sinal ele funcionou bem melhor na Deathbanger!!... Comentei isso lá na hora com o nobre Kleive Paiva que é vocalista das bandas Methademic e Nigak.











Segunda apresentação que prestigio e registro a banda que parece ter foco no seu trampo pois percebi uma boa evolução desde o primeiro show que prestigiei dos caras... Os músicos estão mais entrosados e o som flui mais "naturalmente".







Quanto a performance de palco, ponto que destaquei na última resenha que falei da banda... "... Gostei muito do que ouvi e quanto a performance de palco acho que vou prestar mais atenção quando tiver um palco realmente..."








Infelizmente não foi desa vez, pois em questão de "micro palcos" o Espaço Cultural Raízes esta pau a pau na disputa com o Invictus Pub, local onde fiz o meu primeiro registro da Deathbanger!!!... Huhauhauauh!!







Mas a vitalidade da banda e a pegada oitentista continuam em destaque e o vocal  Ramonth Miranda desceu do palco várias vezes e soube explorar bem esse "recurso", já que o palco é pequeno e a ocasião permitia que o brother se utilizasse de tal!!

Destaque para musica  que dá nome a banda... "Deathbanger"(Vídeos).






Uma retirada estratégica para me reidratar no bar com a "direção" do Litrão do Rock!!!... Heheheh!!!... Que por sinal cada vez mais bem "assessorado" o meu brother Marco Ferreira... Heheheh!!














Aproveitei a ocasião para registrar uma imagem do casal Raphael Machado e Norma Miranda... A bela Norma estava comemorando mais uma primavera naquela noite... Parabéns Norma Miranda!!!

De volta ao front para registrar uma das bandas que é ícone do Punk Rock paraense... Ato Abusivo!!!











A banda estará completando 27 anos de estrada esse ano, "mais especificamente no mês de Outubro e teve seu show de estreia no mês de Novembro do mesmo ano de sua formação, 1990!!! 





O show aconteceu em um evento no Município de Ananindeua, no Conjunto Jardim América, e contou também com as bandas: Descargo Social, Baby Loyds e Contraste Social.








A banda que antes tinha o nome de Gestapo já passou por diversas formações e perrengues mas sempre acabavam por se reunir novamente e dar sequencia ao projeto."







Hoje a banda conta com Beto Siqueira e Vevé Moura nos Vocais, Robson Wagner na Guitarra, Jorge Mujica no Contrabaixo e Alonso Pneu na Bateria.

















As musicas da banda trazem letras diretas com toques poéticos, melodias simples contextualizadas no cotidiano urbano, abordando temas variados.


Em Janeiro do ano de 1991 a banda lança sua primeira demo-tape, intitulada de "Brasil Falido-País Desnutrido" e que contemplou as músicas Brasil Falido-País Desnutrido, NPM e Velhice, sendo uma das primeiras demo-tapes a serem gravadas por uma banda de punk rock no norte do Brasil.










Selecionada entre dezenas de banda paraenses para a primeira versão do Projeto "Rock na Praça - 24 Horas no Ar"... 24 horas direto de rock and roll, dos mais variados estilos e vertentes. 



A banda também foi selecionada para o segundo e o terceiro evento Rock 24 Horas...









Porém os caras não chegaram a se apresentar nessa terceira e última edição do Rock 24 Horas em 1993, devido ao término precoce do evento por motivos de força maior que não valem nem ser citados aqui!






No a no de 1992 a banda grava a Demo-Coletânea "Gritos de Agonia e Desespero" juntamente com as bandas Anomalia, Contraste Social e Delinqüentes.









Em 1998, a banda lança o primeiro CD, auto intitulado "ATO ABUSIVO, o qual contemplou DEZ faixas... 01 - Extermínio 02 - Jovem Brasileiro 03 - A Passeata 04 - Retirantes 05 - Assassinato De Um Líder Rural 06 - Liberdade Onde Está 07 - Foi Boto Sinhá 08 - Bom Futuro 09 -Teoria e Pratica 10 - Liberdade Onde Está e Caos Urbano (ao vivo)



A banda segue se apresentando e segundo o nobre Márcio Siqueira esse ano de 2017 a banda Ato Abusivo estará participando da VIGÉSIMA SEGUNDA edição da Coletânea ROCK SOLDIERS, lá do Rio Grande do Sul, com a musica CONTRADIÇÃO...




Em um bate papo informal no intervalo entre as bandas no Litrão do Rock Fest o nobre Márcio comentou que a banda planejava gravar um CLIPE para essa mesma musica que sairá na coletânea e acenou com a possibilidade da GB Comunicação/Metal Pará, contribuir com a captação e edição de imagens para esse projeto!!...


Vamos aguardar o desenrolar dessa onda!!!... Heheheh!!

A banda também deve lançar um EP só com inéditas até o mês de Agosto desse ano!

Quanto a apresentação dos caras??.... MERMÃO foi CONTAGIANTE e o galeroso que colou no evento curtiu a valer o Ato Abusivo...



A dupla de vocais mandou ver hits como: "A Passeata", "Jovem Brasileiro", "Retirantes", "Liberdade Onde Está?", "Assassinato de um Líder Rural", "Contradição", "Falsidade Ideológica", "Caos Urbano" e "Nazismo na PM".







A banda soube interagir bastante com o público e a performance inusitada de Vevé Moura mais uma vez se fez presente e a galera cantando junto com a banda foi PHODA!!






Rolou até um cover da banda paulista Inocentes com a musica "Expresso do Oriente", um dos vários hits dessa banda na década de oitenta, precursora do Punk Rock no Brasil!!

Apareceu um Tiozinho do além e curtiu pra caraleo também!!!... Isso é PUNK ROCK!!!

Destaque para as musicas "Contradição" (Vídeos).

Finalizando a noite e a primeira edição do Litrão do Rock Fest, chega a vez da força explosiva do Thrash Metal paraense!!!... Blastforce!!!


Contemporânea da banda Deathbanger a Blastforce surgiu em meados do ano de 2016, portanto também é um projeto novo e como Belém é a "terra do thrash" porque não mais uma banda desse estilo???... Heheheh!!

No entanto o Blastforce, assim como o Deathbanger são bandas que estão começando a compor o que eu chamo de "NSTMP"... Nova Safra do Thrash Metal Paraense, sendo assim não são só mais duas bandas de Thrash em meio a tantas outras existentes ou que já existiram por aqui por Manga City.


Ainda não sei dizer bem o que essas bandas fazem de "diferente", mas tenho absoluta convicção que se continuarem trampando com afinco e mostrando atitude nas apresentações, rapidóla serão destaque na cena!!!









A Blast Force já tem em seu arsenal SEIS musicas enraizadas no Thrash Metal oitentista realmente como ele é, sem nenhum elemento mais moderno ou fora dessa época.

Um som cru e rustico, com musicas curtas são o alicerce que a banda trampa para passar suas mensagens, as quais abordam temas relacionados ao "velho ódio e repúdio as opressões sociais e revolta contra os alienados do sistema... Seres humanos cruéis, o sistema opressor capitalista, o mundo fantasioso e desigual ao nosso redor, religião e etc."

 
As principais influências da banda são nomes como Whiplash , Vio-lence, e Destruction... Por falar em Destruction, li um comentário no Facebook após esse evento que dizia mais ou menos assim: "Se o Destruction fosse paraense seria o Blast Force"!!!




E como já disse na última matéria com o Blastforce!!!... "Sem sombra de dúvidas o Blast Force tem um excelente potencial e se continuar nessa pegada, dentro de pouco tempo vai fazer ferida no Thrash papa chibé!!"







A Blastforce conta em sua formação com Reginaldo Rodrigues "Regis" no Vocal e Contrabaixo, Caco's Clay (Ex Obscene Wild) na Guitarra e Rafael Porto na Bateria.

Destaque para música "Fanatic World Of Violence" (Vídeos).








E assim foi a primeira de muitas (espero) edições do Litrão do Rock Fest, realizada em parceria do Litão do Rock com a H.M.T. Produções...








Obrigado ao Marco Ferreira e toda a equipe do Litrão do Rock pela lembrança e confiança no trampo que o Blog Metal Pará desenvolve... Já estamos ansiosos para a SEGUNDA edição desse fest!!!









Assista aos vídeos abaixo, confira todas as fotos desse evento clicando no cartaz no topo desta postagem e COMPARTILHE a mesma em sua rede de amigos no Facebook e ajude a divulgar a sua cena!! 



Vídeos:








Links Relacionados:




































































































































































































Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...